Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sobrevive-se

Sobrevive-se

22
Mar21

Festas

Costa

A república é uma bacanal de percevejos num colchão podre. Assim a descreveu Raul Brandão nas suas Memórias. Essa bacanal era a primeira (república), é certo.

01
Mar21

Para lá da distopia

Costa

Esta manhã, ligado o televisor, uma estação vocacionada para a informação exibia demorada reportagem sobre a actuação da PSP no município de Cascais, interceptando e autuando metódica e exaustivamente e, assegura-se, em cumprimento do que por cá submissamente se vai aceitando por "lei", os cidadãos - por definição prevaricadores até prova em contrário - que ousavam estar fora de casa sem motivo "atendível". Pouco depois, consultada a edição "online" de um jornal diário tido como de referência, e reiteradamente insuspeito de maçar verdadeiramente os partidos do lado consagrado como certo, o governo e o sr. presidente desta República, nele se dava notícia de perto de quatro milhões de presumidos desordeiros e anti-patriotas que, em território nacional, terão, horror!, saído à rua no passado sábado. Em tempo de confinamento!

Esta crucial informação (denúncia, dir-se-ia) vejo-a e ouço-a a esta hora, em que volto a ligar o televisão, desenvolvida num noticiário. Nem imaginamos, se de todo com isso nos preocupamos, o quanto de nós revelam telemóveis, cartões de multibanco, sensores de Via Verde; antes mesmo de um sr. agente ou de um sr. guarda mexer um dedo.

Há dias foi a "carta aberta" - e sim, em si mesma absolutamente legítima; ainda que tenebrosa na substância - que, como conviria, passou largamente despercebida das massas, face ao que de facto lhes interessa (as vicissitudes da bola, o "reality show", coisas de densidade afim e pouco mais) e que imputava as maiores malfeitorias à insuportável insolência de questionar as opções do poder de turno. Turno longo e com tendência a perpetuar-se. 

Teremos talvez já começado a passar para lá da distopia.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub